quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Patuá


Que passe por mim a doença
Que passe por mim a pobreza
Que passe por mim a maldade,
a mentira e a falta de crença
Que passe por mim olho grande
Que passe por mim a má sorte
Que passe por mim a inveja,
a discórdia e a ignorância

...

Que me passe
A doença que me passe
A pobreza que me passe
A maldade que me passe
Olho grande que me passe
A má sorte que me passe
A inveja que me passe
A tristeza da guerra

Tranquila, levo a vida tranquila...

Tranquila: Thalma de Freitas

Um comentário:

Giovana Damaceno disse...

uhhuuu... e tome pimenta!